ATIVIDADES

Impulsionar Dinâmicas

Atores a funcionar em rede, novos atrativos turísticos criados, produtos e serviços turísticos valorizados.

Capacitar

As associações locais, os artesãos e os empresários para capitalizar as oportunidades do turismo na criação de actividades geradoras de rendimento.

Sensibilizar

Informar e consciencializar a população para a preservação e valorização do património.

Impulsionar Dinâmicas

Atores do setor do turismo identificados, organizados e a funcionar em rede

Ações de sensibilização para a valorização e salvaguarda do património


A aposta na educação ambiental de crianças e jovens é fundamental para garantir uma próxima geração de profissionais e decisores conscientes e informados sobre a importância da salvaguarda do património natural e cultural.




Realização de workshops


Serão realizados workshops em zonas rurais com o duplo objectivo de, por um lado sensibilizar as populações rurais para os benefícios e as exigências do crescente turismo, e por outro auscultar necessidades específicas, a ter em conta na elaboração do plano de ação.




Seminário final


Será realizado um seminário final sob o tema “Cabo Verde, as várias facetas do turismo” para divulgar resultados alcançados no âmbito do projeto, disseminar boas práticas internacionais sobre fomento do turismo sustentável e promover a troca de experiências.





Novos atrativos turísticos criados

Centros de interpretação do património


Em cada um dos três concelhos será criado um centro de interpretação do património natural e cultural que define a identidade da Ilha de Santo Antão, que potenciarão a oferta turística na área cultural, património e ambiente.




Definição de programas turísticos


A equipa técnica do projeto auxiliará a DMO a definir os primeiros três programas turísticos para a Ilha de Santo Antão, inclusivos, com base nos produtos da ilha. A organização e articulação das várias atividades com potencial interesse para o turismo assumem especial importância em Santo Antão, em virtude da inexistência de uma articulação em termos de gestão e promoção do destino turístico.




Mapeamento e recuperação de caminhos vicinais


Os caminhos vicinais, que asseguram a circulação de pessoas e mercadorias nas zonas remotas, podem constituir um interessante e singular atrativo turístico. Para tal, deverão ser mapeados, recuperados e valorizados.




Promoção de produtos locais


Serão realizadas certames de mostra e venda de produtos locais, associadas a eventos carismáticos já existentes. A pertinência desta atividade prende-se com a importância de divulgar os produtos locais e necessidade incrementar as receitas dos pequenos produtores, contribuindo simultaneamente para a dignificação e a introdução de uma nova dinâmica a estes eventos, contribuindo para que os benefícios do turismo tenham reflexo na qualidade de vida das populações.




Criação de certificado de origem


Será criado um selo, com um logótipo e um slogan, que identifique a origem dos produtos e serviços de Santo Antão, que contribuam para caracterizar a identidade da Ilha e a oferta turística genuína de qualidade. O regulamento para atribuição do selo privilegiará características distintivas dos produtos/serviços, bem como o seu contributo para a economia local, para a economia verde e para a economia solidária. A identidade corporativa do selo será registada como marca no IPICV.





Valorizar e divulgar os produtos e serviços turísticos de Santo Antão

Mapeamento do património natural e cultural da Ilha


Para potenciar a oferta turística na área cultural, património e ambiente será necessário começar pela identificação do património, caracterização, mapeamento e organização de toda a informação recolhida, de modo a que possa servir de base para outras atividades. Serão realizados levantamentos de terreno, recolha bibliográfica, registo fotográfico, introdução da informação num SIG que irá integrar toda a informação recolhida no âmbito do projeto.




Assistência técnica a artesãos e unidades de fabrico tradicionais


O aumento da qualidade dos produtos e serviços produzidos em Santo Antão terá que passar pela qualificação dos recursos humanos. A assistência técnica prestará um acompanhamento personalizado e dirigido a colmatar as necessidades específicas de cada artesão/empresário.




Definição e sinalização de rotas


Após os mapeamentos elaborados, serão definidos um conjunto de roteiros que terão por base os valores patrimoniais mais representativos da Ilha, tendo em vista a criação de um produto turístico diferenciador assente no património local, potenciando a oferta turística na área cultural, património e ambiente.




Portal na internet sobre ecoturismo na Ilha


Será produzido um portal na internet de promoção do ecoturismo da Ilha de Santo Antão, que disponibilizará aos visitantes toda a informação reunida e produzida nas atividades anteriores. Simultaneamente, será criada uma página de facebook.




Produção de guia de ecoturismo da Ilha de Santo Antão


Será produzido um guia de ecoturismo que faculte informações aos turistas, sobre o património natural e cultural que caracterizam a Ilha, bem como informações e contactos sobre estabelecimentos de hotelaria e restauração, produtos locais, artesanato e serviços complementares (postos de saúde, segurança pública), potenciando a oferta turística na área cultural, património e ambiente. Será produzida uma publicação em papel e uma aplicação para smartphone.




Atividades de divulgação


Serão realizadas atividades de divulgação da Ilha de Santo Antão como destino turístico, potenciando a oferta turística na área cultural, património e ambiente, tendo como públicos alvo os principais países emissores de turistas para Cabo Verde. Com este propósito serão realizadas actividades como o convite a jornalistas para visitarem a Ilha e escreverem reportagens para publicação de artigos em revistas de turismo internacionais e a realização de vídeos temáticos, para disseminação da identidade da Ilha, na internet e redes sociais.





Capacitar

Capacitar as associações locais para capitalizar oportunidades do turismo na criação de atividades geradoras de rendimento e na melhoria das condições socioeconómicas

Curso técnico-profissional em turismo


Será realizada uma ação de formação técnico-profissional com o objectivo de formar agentes de desenvolvimento com incidência na área do turismo (inexistente da Ilha). Pretende-se capacitar técnicos das competências necessárias para que sejam verdadeiros agentes de desenvolvimento, impulsionadores de dinâmicas locais que proporcionem auxílio às populações para beneficiarem das oportunidades decorrentes do aumento do turismo.




Formação em qualidade do serviço de atendimento ao público


Dirigidas sobretudo para os empresários da restauração e hotelaria, serão realizadas ações de formação sobre procedimentos que melhorem a qualidade dos serviços prestados, tendo em conta o aumento do turismo.




Formação para artesãos


Serão realizadas ações de formação para artesãos, que contribuam para estimular a sua criatividade e capacidade de inovação. Pretende-se proporcionar aos artesãos conhecimento sobre as novas tendências europeias no sector, influenciando-os para o necessário incremento da qualidade dos seus produtos, ajustados aos atuais padrões de consumo dos turistas europeus (principais visitantes do País). As formações pretendem igualmente sensibilizar e capacitar os artesãos, suas associações e cooperativas, para a certificação, nomeadamente para a adesão à carta de artesão e à marca “Created in Cabo Verde”, cuja entidade reguladora é o CNAD.




Formação em criação de micro-negócios


Serão realizadas formações em criação de micro-negócios com o objectivo de estimular o empreendedorismo e capacitar novos empreendedores para o desenvolvimento de negócios sustentáveis na área do turismo.




Concepção de programas formativos para cursos técnico-profissionais


Serão produzidos programas formativos para cursos em ecoturismo, guias turísticos, hotelaria, património natural, higiene e segurança alimentar, marketing e planeamento.




Criação do curso de doutoramento em turismo


Será criado um curso de doutoramento em turismo a lecionar no ISCEE durante a vigência do projeto, em parceria com a Universidade do Algarve, inexistente no País.





Capacitar os produtores de bens e serviços para oferta turística de qualidade

Curso técnico-profissional em turismo


Será realizada uma ação de formação técnico-profissional com o objectivo de formar agentes de desenvolvimento com incidência na área do turismo (inexistente da Ilha). Pretende-se capacitar técnicos das competências necessárias para que sejam verdadeiros agentes de desenvolvimento, impulsionadores de dinâmicas locais que proporcionem auxílio às populações para beneficiarem das oportunidades decorrentes do aumento do turismo.




Formação em qualidade do serviço de atendimento ao público


Dirigidas sobretudo para os empresários da restauração e hotelaria, serão realizadas ações de formação sobre procedimentos que melhorem a qualidade dos serviços prestados, tendo em conta o aumento do turismo.




Formação para artesãos


Serão realizadas ações de formação para artesãos, que contribuam para estimular a sua criatividade e capacidade de inovação. Pretende-se proporcionar aos artesãos conhecimento sobre as novas tendências europeias no sector, influenciando-os para o necessário incremento da qualidade dos seus produtos, ajustados aos atuais padrões de consumo dos turistas europeus (principais visitantes do País). As formações pretendem igualmente sensibilizar e capacitar os artesãos, suas associações e cooperativas, para a certificação, nomeadamente para a adesão à carta de artesão e à marca “Created in Cabo Verde”, cuja entidade reguladora é o CNAD.




Formação em criação de micro-negócios


Serão realizadas formações em criação de micro-negócios com o objectivo de estimular o empreendedorismo e capacitar novos empreendedores para o desenvolvimento de negócios sustentáveis na área do turismo.




Concepção de programas formativos para cursos técnico-profissionais


Serão produzidos programas formativos para cursos em ecoturismo, guias turísticos, hotelaria, património natural, higiene e segurança alimentar, marketing e planeamento.




Criação do curso de doutoramento em turismo


Será criado um curso de doutoramento em turismo a lecionar no ISCEE durante a vigência do projeto, em parceria com a Universidade do Algarve, inexistente no País.





Sensibilizar

Informar e consciencializar a população para preservação e valorização do património

Ações de sensibilização para a valorização e salvaguarda do património


A aposta na educação ambiental de crianças e jovens é fundamental para garantir uma próxima geração de profissionais e decisores conscientes e informados sobre a importância da salvaguarda do património natural e cultural.




Realização de workshops


Serão realizados workshops em zonas rurais com o duplo objectivo de, por um lado sensibilizar as populações rurais para os benefícios e as exigências do crescente turismo, e por outro auscultar necessidades específicas, a ter em conta na elaboração do plano de ação.




Seminário final


Será realizado um seminário final sob o tema “Cabo Verde, as várias facetas do turismo” para divulgar resultados alcançados no âmbito do projeto, disseminar boas práticas internacionais sobre fomento do turismo sustentável e promover a troca de experiências.





 
 
 
Projeto RAÍZES